Regime de Caixa e Regime de Competência, qual a diferença?

Regime de Competência e Regime de Caixa

Regime de Caixa e Regime de Competência, qual a diferença?

Sempre quando decidimos empreender o 1º passo é realizar o planejamento, mas muitos no momento de elaborar não incluem a decisão de escolher o melhor regime contábil que são eles: regime de caixa e regime de competência.

Mas para essa decisão você precisará da ajuda de um profissional especialista no assunto, que possua conhecimento abrangente na legislação e saiba qual será a melhor escolha para seu negócio.

No entanto para iniciarmos o assunto é fundamental que você saiba o porquê isso pode impactar diretamente na sua empresa.

Na contabilidade existem os eventos contábeis, ou seja, é toda movimentação realizada que possa interferir diretamente no patrimônio da empresa, alguns exemplos são: compras, vendas, pagamento de salários entre outros.

Resumindo o regime de competência e regime de caixa, são os modos que esses eventos serão registrados. No regime de competência será lançado o evento contábil na data que ocorreu a movimentação, já no regime de caixa será lançado no ato do pagamento ou recebimento.

Sabemos o quanto esse tema traz dúvidas, sobre qual a diferença entre o regime de competência e regime de caixa, pensando nisso decidimos elaborar esse artigo para esclarecer o máximo possível.

Regime de competência

 

O que é Regime de Competência?

No regime de competência as receitas e despesas são contabilizadas no momento em que ocorre o fato gerador, ou seja, no momento da emissão da nota fiscal por exemplo. Ele será registrado independente se haverá pagamento ou recebimento.

Ele é obrigatório para empresas de médio e principalmente de grande porte, pois nele é mais prático e viável realizar o planejamento de investimos futuros, já que suas movimentações financeiras estão no balancete e balanço, pois foram registrados os eventos contábeis no ato do acontecimento.

Outro ponto muito importante e precisa ser comentado, no regime de competência permite analisar a depreciação e também verificar através do DRE (Demonstrativo de Resultados do Exercício) se a empresa obteve lucro ou prejuízo.

Vamos conhecer suas vantagens e desvantagens

Regime de competência: Vantagens e desvantagens

Já sabemos que o regime de competência tem a facilidade em gerar relatórios mais precisos e assim a empresa pode planejar seu futuro com mais segurança. Analisando por esse lado vejamos suas vantagens:

  • Consegue prever se a empresa terá lucro, ou seja, se as receitas no longo prazo cobrirão todas as despesas, assim ele irá demonstrar a rentabilidade do negócio;
  • Facilidade em cumprir as obrigações com o fisco, já que esse regime é o mais aceito;
  • Permite planejar investimentos, com as receitas disponíveis no futuro.

Agora é hora de conhecer as desvantagens:

  • Pelo evento contábil ser registrado no fato gerador, ou seja, sua competência, descartando o pagamento ou recebimento, ele pode ignorar a real situação do caixa, pois no DRE pode ter receitas e despesas sem pagamento ou recebimento;
  • Pode também gerar um falso fluxo de caixa, já que o descumprimento da obrigação fica sujeito a ocorrer;
  • Outra desvantagem é em relação aos tributos, pois eles precisam ser recolhidos na data de vencimento conforme sua escrituração de competência, sendo assim, independente se houve recebimento da venda ou serviço prestado a empresa irá recolher o imposto aos órgãos Governamentais.

Até aqui você já sabe o que é regime de competência, suas vantagens e desvantagens, então vamos conhecer o regime de caixa.

Regime de caixa, o que é?

Diferente do regime de competência, no regime de caixa o evento contábil irá ocorrer apenas na transação financeira, ou seja, no ato do pagamento ou recebimento.

No regime de caixa, por estar mais ligado ao fluxo de caixa, ele facilita a avaliação da real situação financeira da empresa.

Contudo o regime de caixa é permitido apenas para empresas enquadradas no lucro presumido e optantes do simples nacional.

Já os relatórios contábeis no regime de caixa, são realizados através do DFC (Demonstrativo do Fluxo de caixa).

Vejamos as vantagens e desvantagens desse regime contábil.

Regime de caixa: Vantagens e desvantagens

Como esse regime é muito utilizado para verificar a saúde financeira da empresa através do DFC, então vejamos suas vantagens:

  • Pelo fato do evento contábil ser registrado no momento do recebimento ou pagamento, através desse regime pode analisar a real situação da empresa em relação ao caixa;
  • É uma excelente escolha quando há necessidade de tomar decisão e curto prazo;
  • Paga os impostos apenas no recebimento de fato da venda ou prestação de serviço.

 Já as suas desvantagens são:

  • Nesse regime podemos prever apenas acontecimentos em curto prazo, portanto pode prejudicar o resultado operacional e ser mais difícil elaborar planejamentos;
  • Não é permitido para empresas enquadradas no lucro real e arbitrado.

Até aqui você já sabe as características de cada regime, sendo ele de caixa ou competências e suas vantagens e desvantagens.

Portando vamos fazer uma breve diferenciação entre eles

Diferença entre regime de caixa e regime de competência

A principal diferença entre o regime de caixa e regime de competência é a forma como são registrados os lançamentos, sendo eles, quando a despesa ocorreu através do fato gerador ou quando a receita foi realizada.

Resumindo, o regime de caixa ocorre quando de fato  há pagamento da receita ou despesa.

Já o regime de competência é quando a despesa ou receita é registrada no momento do fato gerador, ou seja, a emissão da nota fiscal, independente se houve pagamento ou não.

Importante destacar que a contabilidade segue os pronunciamentos do CPC (Comitê de Pronunciamentos Contábeis), contudo no CPC 00  é recomendado o regime de competência para as demonstrações  contábeis de empresas.

Seguindo o mesmo modelo conforme a lei 6.404/76,  prevê que as Sociedades Anônimas também sigam a regra do regime de competência para escrituração.

Se você quer aprender sobre a obrigatoriedade e saber tudo sobre o CPC 00 de forma simples e prática assista nossa aula abaixo e tire todas as suas duvidas.

Também temos disponível em nosso canal do YouTube a Lei 6.404/76 e seus principais aspectos, confira logo abaixo:

 

Tenho certeza que os vídeos acima, agregaram muito no seu conhecimento, portanto agora vamos ver o Regime tributário e o Regime Contábil.

Regime Tributário e Regime Contábil

O regime tributário é um modo que define as  cobranças dos impostos, conforme o montante da arrecadação. Para a definição do regime de tributação interfere vários fatores como o porte da empresa, atividade exercida e faturamento.

Atualmente temos quatro tipos de regimes tributários sendo eles: Simples Nacional, Lucro Presumido, Lucro Real e Arbitrado.

Já o regime contábil, conforme citamos no início do artigo existem dois tipos sendo eles: Regime de Caixa e Regime de Competência.

O regime contábil nada mais é o modo em que os eventos serão lançados na contabilidade,  por competência quando os eventos seguiram o fato gerador, ou seja, a data de emissão da nota fiscal por exemplo ou o regime de caixa no momento em que ocorre o pagamento ou recebimento da venda ou prestação de serviço.

Contudo não são em todos os regimes tributários que podem aderir os dois tipos de regime contábil, vamos entender abaixo:

  • Simples Nacional: Empresas optantes pelo Simples podem aderir o Regime de Caixa e Regime de Competência conforme legislação vigente.
  • Lucro Presumido: Assim como as empresas optantes pelo Simples Nacional, o Lucro Presumido pode optar pelos dois regimes contábeis, porém todos os impostos devem seguir a mesma forma de recolhimento do imposto.
  • Lucro Real e Arbitrado: Empresas do Lucro Real e Arbitrado são vedadas de aderir o regime de caixa, apenas é permitido o regime de competência para elas.

Disponibilizamos abaixo o vídeo do Professor Gabriel Rabelo, explicando detalhadamente o Regime de Competência x Regime de Caixa de forma simples e prática, confira!

 

Por fim, podemos concluir que é essencial traçar no planejamento qual será a escolha do regime contábil, que se adequa com o tipo de empresa que pretende constituir, ou até no planejamento tributário realizado todo final do ano, planejando o ano seguinte qual será o regime adotado.

Lembrando que a escolha do regime é irretratável durante todo o ano calendário, então por isso se  houver dúvidas, busque ajuda de um profissional e também venha para Escola Contábil.

Você já conhece a Escola Contábil?

A Escola Contábil chegou ao mercado para ser uma verdadeira solução para as lacunas deixadas pelas universidades na formação de profissionais.

Então, na Escola Contábil você encontrará desde cursos completos para Exame de Suficiência e Exame de Qualificação Técnica, como também dezenas de cursos voltados para a prática profissional.

Tudo isso por apenas R$ 49,90 por mês.

Mas o que você encontrará na Escola Contábil:

  • Preparatório para Exame de Suficiência Curso para o Exame de Qualificação Técnica (Perito e Auditor);
  • Curso completo de IRPF;
  • Tudo sobre MEI;
  • Empreendedorismo Contábil;
  • Curso Prático de HP-12C;
  • Perícia Contábil na prática;
  • Dicas de como se sair bem em entrevistas;
  • Contabilidade Pública do ZERO;
  • Rotinas Contábeis;
  • Rotinas Trabalhistas, incluindo E-Social;
  • Sped Fiscal;
  • Excel na prática;
  • Simples Nacional
  • Lucro Presumido
  • Contabilidade Rural
  • SPED Fiscal, EFD Contribuições e REINF
  • Captação de Clientes

E muito mais… Em outras palavras, a Escola Contábil é o que faltava para você se tornar de vez um profissional de excelência no mercado de trabalho.

Começamos a dar aula exclusivamente para o público contábil em 2019, e, nesse meio tempo, mais de 16.000 alunos de matricularam em nossas turmas.

Com tamanha repercussão, decidimos unir tudo em um único lugar, criando a Escola Contábil, cuja finalidade é, acima de tudo, privilegiar o aprimoramento de nossos alunos.

Definitivamente, pelo que entrega, este curso tem um valor quase que módico.

Enfim, gostou? Então conheça um pouco mais CLICANDO AQUI!

Compartilhe esse conteúdo

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro das últimas novidades da área contábil?

Inscreva-se na nossa newsletter e tenha nossos conteúdos em primeira mão.

Assine agora a Escola Contábil e aprenda o que a faculdade não ensinou!

Torne-se um profissional diferenciado no mercado de trabalho. Estude com professores objetivos e atualizados! Tudo isso sem sair de casa!

© 2021 Escola Contábil. Todos os direitos reservados.