Planejamento Tributário qual a sua importância?

planejamento tributario

Planejamento Tributário qual a sua importância?

Sabemos que o sistema tributário brasileiro é complexo e causa muitas dúvidas.

Por isso é extremamente importante que todo empreendedor junto com um profissional contábil realize o planejamento tributário da empresa pensando no presente e futuro da companhia.

Sobretudo a escolha do regime tributário deve ser realizada com muita prudência, pois ela vai muito além de estar em conformidade com o Fisco. Uma vez que a decisão é tomada de maneira equivocada, ela pode colocar a saúde financeira da empresa em risco.

Assim, para a elaboração do planejamento tributário, é necessária uma análise rigorosa do balanço da empresa, área financeira, seu porte, estudo de mercado e provisões de lucro e despesas.

Contudo, é preciso lembrar que cada empresa é única, ou seja, a análise e a decisão da escolha do melhor regime são individuais.

O planejamento tributário é uma estratégia financeira da empresa, visando o formato mais vantajoso do pagamento de impostos, chamado também de elisão fiscal, sem que para isso cometa qualquer ilegalidade.

Existem três tipos de regimes tributários que podem ser adotados pelas empresas: Simples Nacional,  Lucro Presumido e Lucro Real.

Neste artigo vamos comentar a importância do planejamento tributário, a fim de ajudar você a escolher o melhor regime  para sua empresa.

Continue a leitura e confira!

O que é o planejamento tributário?

O planejamento tributário nada mais é que um conjunto de estratégias e ações traçadas pela empresa para reduzir de forma licita os valores dos impostos pagos pela empresa.

Ele deve ser realizado por profissionais que tenham amplo conhecimento na legislação e também conheçam a empresa por completo, só assim o planejamento será bem sucedido e efetivo.

Atualmente existem três tipos de planejamento tributário que vamos explicar abaixo:

  • Planejamento Estratégico

Nele serão definidos os propósitos a longo prazo, ele tem uma visão geral da empresa. Seu principal objetivo é projetar o futuro na companhia, contribuindo para visão, missão e valores da empresa.

Por ser um planejamento de longo prazo de 5 a 10 anos, ele não precisa ser detalhado, mas tem a necessidade de fazer revisões periódicas. Geralmente ele realizado pelos proprietários da empresa, presidente, diretoria e contabilidade.

  • Planejamento Operacional

O planejamento operacional tem como objetivo o cumprimento das obrigações fiscais, realizar procedimentos de acordo com a legislação vigente, incluindo tarefas como, escrituração correta das notas fiscais, pagamento dos tributos nas datas certas, assim evitando multa e juros desnecessários.

Ele é realizado por curto período geralmente de 3 a 6 meses, através dele são demonstradas todas as metas e ações para atingir os objetivos estabelecidos dentro do prazo que foi determinado.

Por último, nele são especificadas as responsabilidades e deveres de cada pessoa envolvida nas atividades, tarefas e quais serão os recursos utilizados para que o objetivo traçado seja alcançado.

  • Planejamento Tático

O planejamento tático é realizado para médio prazo, entre 1 a 3 anos. Ele utiliza das estratégias traçadas no planejamento estratégico que possui uma visão global da empresa.

Embora ele utilize a mesma estratégia o foco dele é por departamento, ou seja, o estratégico define as metas e o tático faz com que todos os departamentos se alinhem para que a meta seja alcançada.

Agora que já sabemos o que é o planejamento tributário e quais são os tipos, vamos saber as vantagens de elaborar para sua empresa.

Vantagens do Planejamento Tributário

Além da vantagem de reduzir os impostos pagos pela empresa de forma licita, ainda podemos listar como vantagem do planejamento:

  • Economia: Garante uma saúde financeira estável para empresa, visando seu crescimento.
  • Segurança: Quando o planejamento é realizado de forma adequada e correta, a empresa não fica vulnerável a multas e implicações fiscais, assim torna- se as operações seguras.
  • Competitividade: Qual empresa não quer se tornar mais competitiva e se sobressair em relação aos seus concorrentes? O planejamento tributário auxilia nessa questão também.

O que é necessário para elaborar o planejamento tributário?

A princípio para elaborar o planejamento tributário que seja realmente viável e tenha sucesso para organização precisa de várias informações, algumas delas são:

  • Conhecer a empresa no geral, para isso é necessário reunir com os setores responsáveis e mais a contabilidade;
  • Imprescindível ter uma amplo conhecimento na legislação;
  • Analisar o enquadramento da empresa e a natureza jurídica;
  • Verificar a saúde financeira da empresa;
  • Conhecer o ramo de atuação;
  • Começar a elaborar o plano tributário;
  • Definir metas e quais os prazos para cumprir;
  • Escolher o melhor regime de tributação para a empresa.

Após  realizar todas as analises acima, chegou a hora de definir qual será o regime tributário ideal para a empresa.

A importância da escolha do Regime de Tributação

A escolha do Regime de Tributação eficaz é essencial para a empresa por vários motivos, mas nem sempre pagar a menor alíquota de impostos é o ideal, visto que é imprescindível estar em conformidade com a legislação.

Para isso se faz necessário analisar a empresa como um todo, seu porte empresarial, a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), suas despesas, o lucro e o estudo de mercado.

Com a escolha do regime correto, a empresa garante a saúde financeira, evitando problemas com a fiscalização, multas e demais penalidades. Regra geral, uma vez que o regime for escolhido, não poderá ser trocado no decorrer do ano vigente.

Além disso, é fundamental que o empresário, no final do exercício, procure o seu contador para fazer a análise dos últimos 12 meses, e juntos decidam o melhor regime tributário para empresa no próximo ano.

Vamos comentar rapidamente sobre os três principais regimes existentes no Brasil.

Simples Nacional

O Simples Nacional é um regime de tributação unificado, onde seus tributos são pagos em uma única guia chamada DAS, nele são incluídos os impostos:

  • CSLL, IRPJ, IPI, ICMS, ISS, CPP, INSS, PIS e COFINS.

Seu limite de faturamento é de até R$4,8 milhões, porém não são todos os tipos de atividades permitidas, para isso é essencial consultar e verificar.

Temos um artigo completo sobre o Simples Nacional e suas particularidades.

Lucro Presumido

O Lucro Presumido podemos dizer que é um regime de tributação simplificado, onde a Receita Federal determina o percentual de presunção do lucro sobre o faturamento da empresa.

Essa presunção do IRPJ e CSLL podem variar conforme atividade exercida pela empresa.

Acesse nosso artigo e saiba tudo sobre o Lucro Presumido.

Lucro Real

O Lucro Real é o regime de tributação mais complexo no Brasil, pois o valor do IRPJ e CSLL serão determinados de acordo com a base de lucro líquido da empresa, ou seja, precisa de uma maior atenção na parte financeira e contábil.

Sendo necessário contabilizar todos os gastos e ganhos da empresa, para depois realizar apuração com as adições e exclusões conforme determina a legislação.

Leia nosso artigo e entenda sobre esse regime de tributação tão peculiar que é o Lucro Real.

Podemos concluir após a leitura desse artigo, como o planejamento tributário é essencial para o sucesso da empresa.

Procure ajuda de um profissional e não deixe de colocar suas ideias no papel, assim terá uma ampla visão e saberá quais atitudes devem ser tomadas.

Mas caso ainda tenha dúvidas podemos te ajudar.

Você já conhece a Escola Contábil?

A Escola Contábil chegou ao mercado para ser uma verdadeira solução para as lacunas deixadas pelas universidades na formação de profissionais.

Então, na Escola Contábil você encontrará desde cursos completos para Exame de Suficiência e Exame de Qualificação Técnica, como também dezenas de cursos voltados para a prática profissional.

Tudo isso por apenas R$ 49,90 por mês.

Mas o que você encontrará na Escola Contábil:

  • Preparatório para Exame de Suficiência Curso para o Exame de Qualificação Técnica (Perito e Auditor);
  • Curso completo de IRPF;
  • Tudo sobre MEI;
  • Empreendedorismo Contábil;
  • Curso Prático de HP-12C;
  • Perícia Contábil na prática;
  • Dicas de como se sair bem em entrevistas;
  • Contabilidade Pública do ZERO;
  • Rotinas Contábeis;
  • Rotinas Trabalhistas, incluindo eSocial;
  • Sped Fiscal;
  • Excel na prática;

E muito mais… Em outras palavras, a Escola Contábil é o que faltava para você se tornar de vez um profissional de excelência no mercado de trabalho.

Começamos a dar aula exclusivamente para o público contábil em 2019, e, nesse meio tempo, mais de 16.000 alunos de matricularam em nossas turmas.

Com tamanha repercussão, decidimos unir tudo em um único lugar, criando a Escola Contábil, cuja finalidade é, acima de tudo, privilegiar o aprimoramento de nossos alunos.

Definitivamente, pelo que entrega, este curso tem um valor quase que módico.

Enfim, gostou? Então conheça um pouco mais CLICANDO AQUI!

Compartilhe esse conteúdo

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro das últimas novidades da área contábil?

Inscreva-se na nossa newsletter e tenha nossos conteúdos em primeira mão.

Assine agora a Escola Contábil e aprenda o que a faculdade não ensinou!

Torne-se um profissional diferenciado no mercado de trabalho. Estude com professores objetivos e atualizados! Tudo isso sem sair de casa!

© 2021 Escola Contábil. Todos os direitos reservados.