MEI: Como obter Inscrição Estadual?

MEI

MEI: Como obter Inscrição Estadual?

 

Quando falamos em MEI existem diversas dúvidas a respeito da Inscrição Estadual se há necessidade de ter? Como obter? O que é?  E muitas outras, pensando nisso elaboramos esse artigo para ajuda-los.

Então vamos lá entender tudo sobre a Inscrição Estadual.

 

O que é a Inscrição Estadual?

A Inscrição Estadual é o registro do contribuinte no cadastro do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), ou seja, a IE serve para fazer o recolhimento do ICMS.

Quando o contribuinte possui a Inscrição Estadual, ele esta regular perante a Receita Estadual do estado onde está estabelecido. Vale lembrar que a inscrição é gratuita e uma maneira de identificar que sua empresa esta ok com o fisco.

A IE é obrigatória para todas as empresas que possuem atividades comercias, industriais, energia, comunicação e transporte.

Você sabe o que é o ICMS? Vamos lá entender brevemente sobre esse imposto.

 

O que é ICMS?

ICMS é tipo de imposto que incide sobre as operações relativas à circulação de mercadorias e prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e também de comunicação.

É regido pela Lei Complementar Nº 87/1996, ou como é popularmente conhecida  LEI KANDIR, o ICMS é um tributo de competência dos Estados e do Distrito Federal, lembrando que cada estado é responsável pela definição das alíquotas a serem cobradas por cada produto.

Vale ressaltar que as empresas que comercializam produtos online, como cursos e treinamentos e não entregam produto físico ao cliente estão isentas de recolher o ICMS, mas devem recolher o ISS (Imposto Sobre Serviço).

 

Afinal o MEI precisa ter Inscrição Estadual?

A resposta é sim! Caso sua atividade seja comercialização de produtos físicos ou prestação de serviços relacionados à comunicação, energia, indústria e transportes são obrigados a pagar o ICMS, por conta disso, há necessidade de ter a IE para fazer o recolhimento desse imposto.

Mas cada estado determina sua própria legislação, dependendo do estado em que a empresa esta registrada é facultativo a Inscrição Estadual para MEI um exemplo é no estado de Santa Catarina.

Porém se a empresa precisar emitir notas fiscais de venda as suas mercadorias, precisará da IE para emissão de notas fiscais em blocos ou para o acesso da nota fiscal avulsa disponibilizado pelo Estado.

Outro ponto de atenção é em relação aos clientes Pessoas Jurídicas, pois a falta da IE pode transformar em um problema, visto que não será possível emitir a Nota fiscal para esse cliente.

Você deve estar se perguntando, mas o MEI precisa emitir nota fiscal?

Sim. O MEI não é obrigado a emitir nota fiscal para pessoas físicas, mas para pessoas Jurídicas ele esta obrigado.

Então minha dica é: Se você atua com comercialização legalize sua empresa, assim evitará perder ótimas vendas e oportunidades de negócio com fornecedores de fora do estado.

Como obter a Inscrição Estadual para o MEI?

Como você já sabe o que é a IE, quem está obrigado a ter e porque ela é muito importante, vamos ver as etapas para obter a sua Inscrição Estadual.

1- Verifique se o CNPJ está ativo

É fundamental que verifique se o CNPJ está ativo, antes de iniciar o processo para obter a IE.

Você pode consultar no site do Portal do empreendedor.

 

2- Separe os documentos necessários

Depois de verificar o CNPJ é hora de separar os documentos necessários antes de acessar o portal eletrônico da Sefaz do seu Estado, os documentos são:

  • RG;
  • CPF;
  • Título de Eleitor;
  • Certificado de Condição de Microempreendedor Individual ( CCMEI);
  • Alvará de funcionamento;
  • Comprovante de endereço residencial e empresarial.

 

3- Acesse o site da Sefaz do Estado

Na maioria dos Estados o procedimento de solicitação da Inscrição Estadual é realizado online, mas é bom verificar como é no seu estado, visto que um tem o seu procedimento.

Geralmente quando constitui o CNPJ no Redesim a IE já é emitida, mas caso você não possua, pode acessar o site da Sefaz e pesquisar pelo link da página de requerimento da Inscrição Estadual.

 

4- Acompanhe a análise da IE

Após realizar a solicitação da Inscrição Estadual, é necessário esperar por um prazo estipulado pela Sefaz.

Porém é possível acompanhar a análise da solicitação durante este período. Há casos em que a IE é disponibilizada no mesmo momento. Ao passo que a empresa recebe o número da IE, ela já pode dar início à emissão de notas fiscais e efetuar o pagamento do ICMS referente às vendas comerciais e industriais.

 

5- Como consultar o número da Inscrição Estadual?

Caso você precise consultar o número da sua IE ou de outro contribuinte você pode acessar o Site do SINTEGRA.

Você precisa ter o número do CNPJ e após acessar o site irá aparecer o mapa do Brasil, é só clicar no estado em que a empresa está localizada, digitar CNPJ e irá aparecer o número da Inscrição Estadual.

 

site sintegra

Fonte: Portal Sintegra

 

Podemos concluir que é de extrema importância ter a Inscrição Estadual caso sua atividade seja comercialização de produtos físicos, você pode aumentar o poder de negociação e alavancar suas vendas para atender tanto Pessoa Física como Pessoa Jurídica e pode também de cadastrar para vender ao Governo.

Caso ainda possua dúvidas, temos o curso completo sobre MEI na Escola Contábil.

Você já conhece a Escola Contábil?

A Escola Contábil chegou ao mercado para ser uma verdadeira solução para as lacunas deixadas pelas universidades na formação de profissionais.

Então, na Escola Contábil você encontrará desde cursos completos para Exame de Suficiência e Exame de Qualificação Técnica, como também dezenas de cursos voltados para a prática profissional.

Tudo isso por apenas R$ 49,90 por mês.

Mas o que você encontrará na Escola Contábil:

  • Preparatório para Exame de Suficiência Curso para o Exame de Qualificação Técnica (Perito e Auditor);
  • Curso completo de IRPF;
  • Tudo sobre MEI;
  • Empreendedorismo Contábil;
  • Curso Prático de HP-12C;
  • Perícia Contábil na prática;
  • Dicas de como se sair bem em entrevistas;
  • Contabilidade Pública do ZERO;
  • Rotinas Contábeis;
  • Rotinas Trabalhistas, incluindo E-Social;
  • Sped Fiscal;
  • Excel na prática;

E muito mais… Em outras palavras, a Escola Contábil é o que faltava para você se tornar de vez um profissional de excelência no mercado de trabalho.

Começamos a dar aula exclusivamente para o público contábil em 2019, e, nesse meio tempo, mais de 16.000 alunos de matricularam em nossas turmas.

Com tamanha repercussão, decidimos unir tudo em um único lugar, criando a Escola Contábil, cuja finalidade é, acima de tudo, privilegiar o aprimoramento de nossos alunos.

Definitivamente, pelo que entrega, este curso tem um valor quase que módico.

Enfim, gostou? Então conheça um pouco mais CLICANDO AQUI!

Compartilhe esse conteúdo

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro das últimas novidades da área contábil?

Inscreva-se na nossa newsletter e tenha nossos conteúdos em primeira mão.

Assine agora a Escola Contábil e aprenda o que a faculdade não ensinou!

Torne-se um profissional diferenciado no mercado de trabalho. Estude com professores objetivos e atualizados! Tudo isso sem sair de casa!

© 2021 Escola Contábil. Todos os direitos reservados.