CNAE: Tudo o que você precisa saber sobre esse assunto

CNAE

CNAE: Tudo o que você precisa saber sobre esse assunto

Quando o empresário tem a intenção de constituir sua empresa, ele geralmente já tem em mente a atividade que vai exercer e também muitas vezes já pensa em qual regime tributário quer se enquadrar.

Mas o que a maioria não sabe é que a sua atividade é definida pelo CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) e ele tem impacto direto na escolha do regime de tributação, ou seja, algumas atividades são impedidas de ingressar no simples nacional, por exemplo.

Sendo assim, é muito importante que você saiba tudo sobre CNAE: o que é? Para que serve? Qual a sua importância? E muito mais, por isso, te convido a continuar a leitura desse artigo e aprender tudo o que precisa saber sobre ele. Adobe InDesign Crack

Vamos lá!

CNAE

O que é o CNAE?

O CNAE é a Classificação Nacional de Atividade Econômica, ele determina a atividade que será exercida pela empresa, além disso, através dele é possível identificar qual regime de tributação será a melhor escolha ou até se está impedido de ingressar no Simples Nacional.

Outro ponto importante, através dele também conseguimos identificar as empresas privadas, públicas, organizações sem fins lucrativos e profissionais autônomos.

O CNAE é representado por sete dígitos e ele é regulamentado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e estatística), todas as empresas precisam ter um CNAE vinculado ao CNPJ.

Até aqui você já sabe o que é CNAE, mas vamos entender qual a sua importância.

Qual a importância do CNAE?

Como já citamos acima, o CNAE determina a atividade que a empresa irá executar e qual regime de tributação ela pode se enquadrar, além disso, ele também facilita a fiscalização do governo.

É muito importante que no momento da constituição da empresa o CNAE seja escolhido corretamente, pois ele irá determinar os impostos que devem ser recolhidos, já que ele impacta diretamente na escolha do regime de tributação e também verificar se é possível obter a desoneração da folha de pagamento que está vigente até dezembro de 2021.

Vale lembrar que você pode ter vários CNAE, porém apenas um principal, que será a atividade pela qual você irá faturar mais, outro detalhe, não são todos os CNAE’s podem se enquadrar do no Simples Nacional, e caso tenham permissão eles podem variar de anexos, consequentemente cada anexo terá sua alíquota diferente.

Você já sabe o que é o CNAE e qual a sua importância, sendo assim, vamos ver como escolher o CNAE certo para sua empresa.

A escolha do CNAE correto

Como já citado no decorrer do artigo a escolha do CNAE correto é extremante importante, por isso minha dica é: Busque ajuda de um profissional qualificado e juntos vocês conseguem definir o melhor CNAE para sua empresa.

Visto que  o profissional possui o conhecimento tributário, e irá montar um plano de negócios antes de efetuar a constituição da sua empresa, onde irá determinar sua atividade principal  as secundárias e junto a escolha do regime de tributação de acordo com a atividade exercida e depois qual será o melhor para sua empresa.

Agora vamos entender o que acontece se escolher o CNAE incorreto

Quando ocorre a escolha do CNAE incorreto a empresa pode ser fiscalizada e multada, recolher o imposto errado e muitas vezes pagar até mais do que deveria.

O CNAE impacta diretamente na sua empresa, visto que ele determina também o tipo de nota fiscal que será emitida, de venda ou serviço.

Portanto a escolha do CNAE precisa ser realizada com muita cautela e, além disso, é imprescindível o conheço técnico.

Mas caso necessário pode alterar e incluir o CNAE na empresa, vamos comentar abaixo.

Posso alterar ou incluir o CNAE na empresa?

Sim. Pode alterar incluir e excluir o CNAE na empresa caso seja necessário.

Mas lembre- se a alteração pode aumentar diminuir a carga tributária da empresa, desenquadrar do Simples Nacional ou mudar o anexo.

Você sabe consultar o CNAE na prática? Vamos lá para um passo a passo.

Passo a passo para consultar

A Classificação Nacional de Atividades Econômicas possui uma sequencia de 7 números, que são:  combinação de seção, divisões, grupos, classes e subclasses.

São divididas da seguinte maneira:
  • seções: total de 21 e correspondem ao primeiro número do CNAE;
  • divisões: total de 87 e correspondem ao segundo número do CNAE;
  • grupos: total de 285 e correspondem ao terceiro número do CNAE;
  • classes: total de 672 e correspondem ao quarto número do CNAE e ao dígito verificador;
  • subclasses: total de 1.318 e correspondem aos dois últimos números do CNAE após o dígito verificador.

Agora que você já sabe a estrutura da Classificação Nacional de Atividades Econômicas, vamos ao site pesquisar.

Como citado no inicio do artigo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas é regulamentado pelo IBGE, portanto para consulta-lo é só acessar o site do Concla.

concla

Basta clicar em Busca online CNAE

Busca online

Nessa parte você pode realizar a busca através das atividade o estrutura do CNAE.

estrutura

Basta escolher a seção e abrir:  a divisão, grupo e classe, conforme abaixo:

seção Q

Podemos concluir, que a escolha da Classificação Nacional de Atividades Econômicas é imprescindível que seja realizada corretamente, pois ela irá impactar diretamente na empresa, por isso busque ajuda de um profissional para auxilia-lo.

Você já conhece a Escola Contábil?

A Escola Contábil chegou ao mercado para ser uma verdadeira solução para as lacunas deixadas pelas universidades na formação de profissionais.

Então, na Escola Contábil você encontrará desde cursos completos para Exame de Suficiência e Exame de Qualificação Técnica, como também dezenas de cursos voltados para a prática profissional.

Tudo isso por apenas R$ 49,90 por mês.

Mas o que você encontrará na Escola Contábil:

  • Preparatório para Exame de Suficiência Curso para o Exame de Qualificação Técnica (Perito e Auditor);
  • Curso completo de IRPF;
  • Tudo sobre MEI;
  • Empreendedorismo Contábil;
  • Curso Prático de HP-12C;
  • Perícia Contábil na prática;
  • Dicas de como se sair bem em entrevistas;
  • Contabilidade Pública do ZERO;
  • Rotinas Contábeis;
  • Rotinas Trabalhistas, incluindo E-Social;
  • Sped Fiscal;
  • Excel na prática;
  • Simples Nacional
  • Lucro Presumido
  • Contabilidade Rural
  • SPED Fiscal, EFD Contribuições e REINF
  • Captação de Clientes

E muito mais… Em outras palavras, a Escola Contábil é o que faltava para você se tornar de vez um profissional de excelência no mercado de trabalho.

Começamos a dar aula exclusivamente para o público contábil em 2019, e, nesse meio tempo, mais de 16.000 alunos de matricularam em nossas turmas.

Com tamanha repercussão, decidimos unir tudo em um único lugar, criando a Escola Contábil, cuja finalidade é, acima de tudo, privilegiar o aprimoramento de nossos alunos.

Definitivamente, pelo que entrega, este curso tem um valor quase que módico.

Enfim, gostou? Então conheça um pouco mais CLICANDO AQUI!

Compartilhe esse conteúdo
Compartilhe esse conteúdo

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro das últimas novidades da área contábil?

Inscreva-se na nossa newsletter e tenha nossos conteúdos em primeira mão.

Assine agora a Escola Contábil e aprenda o que a faculdade não ensinou!

Torne-se um profissional diferenciado no mercado de trabalho. Estude com professores objetivos e atualizados! Tudo isso sem sair de casa!

© 2021 Escola Contábil. Todos os direitos reservados.